Novos Rumos: avança mais uma etapa da revitalização de estradas no Meio-Oeste

0
23

O Programa Novos Rumos do Governo de Santa Catarina avança com mais uma etapa do pacote de obras de infraestrutura prioritárias para o Estado. O Consórcio CinCatarina lançou nesta terça-feira, 10, o edital de concorrência pública para as empresas interessadas em revitalizar três importantes acessos rodoviários em cidades do Meio-Oeste catarinense. O anúncio de cerca de R$ 12 milhões do Governo do Estado ocorreu em outubro, em ato que contou com a participação do governador Carlos Moisés.

Os recursos, obtidos através de convênio, serão investidos na SC-453, entre Joaçaba e Luzerna, na Avenida Santa Teresinha, que dá acesso à BR-282, e na via Egídio Pozzobon, em Herval d’Oeste. Serão recuperados aproximadamente 19 quilômetros de asfalto.

Edital

O edital de concorrência pública nº 001/2019 foi lançado pelo Consórcio CinCatarina na prefeitura de Joaçaba e prevê a contratação de empresas para pavimentação asfáltica, drenagem pluvial e sinalização viária nas rodovias.

O ato reuniu o prefeito de Joaçaba, Dioclesio Ragnini, o prefeito de Herval d’Oeste, Américo Lorini e do vice-prefeito, Mauro Sérgio Martini, o prefeito de Luzerna e presidente do CinCatarina, Moisés Diersmann, além do diretor executivo, Elói Rönnau, e diretor administrativo, André Luiz de Oliveira, o secretário executivo da Associação dos Municípios do Meio Oeste de Santa Catarina (AMMOC), Denir Narcizo Zulian, além de engenheiros civis e secretários municipais.

Os interessadas em participar da licitação devem apresentar documentação até às 14h do dia 20 de janeiro de 2020. O edital já está disponível na página oficial do consórcio, através do link.

Trabalho coletivo

O trabalho é feito de forma coletiva pela AMMOC, que colaborou com os projetos, memoriais e orçamentos, e o Consórcio CinCatarina, que administrará a aplicação dos recursos provenientes do Estado nos municípios consorciados.

Para o diretor executivo do CinCatarina, Elói Rönnau, a cooperação federativa é que vai viabilizar o projeto com mais eficiência. “Isoladamente os municípios não conseguiriam resolver os problemas que afetam a todos, mas unidos através do CinCatarina conseguimos com eficiência e economia”, finalizou. Informações adicionais à imprensa

(Por Governo do Estado de Santa Catarina)